Atenção básica e tratamento precoce contra a Covid-19

entre o charlatanismo engajado e as evidências científicas e boas práticas terapêuticas

Autores

  • Danielle Ribeiro de Moraes Fundação Oswaldo Cruz / FIOCRUZ
  • Clovis Ricardo Montenegro de Lima IBICT

Palavras-chave:

Covid-19, Tratamento precoce, Atenção Primária de Saúde, Sistema Único de Saúde, Evidências científicas

Resumo

Neste artigo discute-se o uso do denominado ‘tratamento precoce’ contra a Covid-19 durante o primeiro ano da pandemia no Brasil. Este procedimento é analisado no contexto da crise da atenção básica do Sistema Único de Saúde - SUS. É nele que emerge o charlatanismo engajado, que ignora e despreza as evidências científicas e as boas práticas terapêuticas. A discussão inicia com o destaque da desorganização deliberada da atenção básica do SUS feita pelo governo federal de Jair Bolsonaro. É durante este processo que a pandemia chega. Entre os efeitos da ação bolsonarista está a desmobilização das equipes de saúde da família. Assim, a orientação do Ministério da Saúde foca apenas no isolamento social e na terapia dos casos graves em hospitais e nas unidades de terapia intensiva. Na evolução da pandemia cria-se conflito artificial entre proteção da saúde e retomada da produção. Na medida em que a pandemia avança, evidencia-se a lacuna da atenção básica. É neste espaço que surgem usos de medicamentos ‘fora da bula’, destacando a cloroquina, a azitromicina e a ivermectina. Bolsonaro se torna ardoroso defensor deste ‘tratamento’. Ele ignora os resultados das pesquisas clínicas que vão pouco a pouco mostrando a sua ineficácia e a gravidade dos efeitos colaterais. Deve-se que parcela importante da corporação médica e de suas entidades adere à tese bolsonarista. Considera-se adequado chamar isso de charlatanismo engajado. Finalmente, inclui-se a defesa do ‘tratamento precoce’ por Bolsonaro como parte da sua estratégia de polarização política e mobilização da sua base social em torno de notícias fraudulentas e da negação da ciência. A retórica bolsonarista tem a função específica de desprezar a doença e necessidade de medidas de prevenção, o que contribui para aumentar a incidência e a letalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGÊNCIA BRASIL. Cuba deixa mais médicos por discordar de exigências do governo eleito. [S. l.]: Agência Brasil, 2018. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2018-11/cuba-deixa-mais-medicos-por-discordar-de-exigencias-do-governo-eleito. Acesso em: 12 mar. 2021.

ANTUNES, G. Entrevista: Grazielle David. Rio de Janeiro: EPSJV/Fiocruz; 2020. Disponível em: https://www.epsjv.fiocruz.br/noticias/entrevista/isso-eleva-o-grau-de-privatizacao-da-atencao-primaria-a-saude. Acesso em: 12 mar. 2021.

BOND, L. Pesquisadores querem usar vacina da pólio no combate à covid-19. São Paulo: Agência Brasil, 2020. Disponível em: https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-06/pesquisadores-cogitam-usar-vacina-da-polio-no-combate-covid-19. Acesso em: 12 mar. 2021.

CASTRO, M. C. et al. Spatiotemporal pattern of COVID-19 spread in Brazil. Science, [s. l.], v. 372, n. 6544, apr. 2021. Disponível em: https://science.sciencemag.org/content/early/2021/04/13/science.abh1558. Acesso em: 12 mar. 2021.

CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE (Brasil). CNS alerta para medidas governamentais que fragilizam a Atenção Primária à Saúde. Brasília, DF: CNS, 2020. Disponível em: http://conselho.saude.gov.br/ultimas-noticias-cns/1462-cns-alerta-para-medidas-governamentais-que-fragilizam-a-atencao-primaria-a-saude. Acesso em 12 mar. 2021.

COSTA, A. C. Sanitarista da ENSP questiona testagem em massa para Covid-19. Rio de Janeiro: ENSP/FIOCRUZ, 2020. Disponível em: http://informe.ensp.fiocruz.br/noticias/49292. Acesso em: 12 mar. 2021.

DUARTE, A. M.; CÉSAR, M. R. A. Negação da Política e Negacionismo como Política: pandemia e democracia. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 45, n. 4, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/edreal/v45n4/2175-6236-edreal-45-04-e109146.pdf. Acesso em: 12 mar. 2021.

FERNANDES, L.; ORTEGA, F. A Atenção Primária no Rio de Janeiro em tempos de Covid-19. Physis: Rev Saúde Colet, Rio de Janeiro, v. 30, n. 3, p. 1-11, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/physis/v30n3/0103-7331-physis-30-03-e300309.pdf. Acesso em: 12 mar. 2021.

FERREIRA, L. L. G.; ANDRICOPULO, A. D. Medicamentos e tratamentos para a Covid-19. Estudos Avançados, São Paulo, v. 34, n. 100, p. 1-23, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ea/v34n100/1806-9592-ea-34-100-7.pdf. Acesso em: 12 mar. 2021.

GIOVANELLA, L. et al. Médicos pelo Brasil: caminho para a privatização da atenção primária à saúde no Sistema Único de Saúde? Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 35, n. 10, 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/csp/v35n10/1678-4464-csp-35-10-e00178619.pdf. Acesso em: 12 mar. 2021.

GONTIJO, M. L. Médicos alertam para ineficácia de 'tratamento precoce' da Covid: 'Famílias inteiras morrendo'. G1 Minas, Belo Horizonte, 22 jan. 2021. Disponível em: https://g1.globo.com/mg/minas-gerais/noticia/2021/01/22/medicos-alertam-para-ineficacia-de-tratamento-precoce-da-covid-familias-inteiras-morrendo.ghtml. Acesso em: 12 mar. 2021.

G1. Cuba decide deixar programa Mais Médicos no Brasil e cita declarações 'ameaçadoras' de Bolsonaro. G1, [s. l.], 14 nov. 2018. Disponível em: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2018/11/14/cuba-decide-deixar-programa-mais-medicos-no-brasil.ghtml. Acesso em: 12 mar. 2021.

LUCAS, A. O que vêm acontecendo com o SUS nesse governo. [S. l]: Deviante, 2019. Disponível em: https://www.deviante.com.br/noticias/o-que-vem-acontecendo-com-o-sus-nesse-governo/. Acesso em: 12 mar. 2021.

MASSUDA, A. Mudanças no financiamento da Atenção Primária à Saúde no Sistema de Saúde Brasileiro: avanço ou retrocesso? Revista Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 25, n. 4, p. 1181-1188, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/csc/v25n4/1413-8123-csc-25-04-1181.pdf. Acesso em: 12 mar. 2021.

MAZUI, G. ‘É simples assim: um manda e o outro obedece', diz Pazuello ao lado de Bolsonaro. G1, Brasília, DF, out. 2020. Disponível em: https://g1.globo.com/politica/noticia/2020/10/22/e-simples-assim-um-manda-e-o-outro-obedece-diz-pazuello-ao-lado-de-bolsonaro.ghtml. Acesso em: 12 mar. 2021.

MOROSINI, M. V. G. C.; FONSECA, A. F.; LIMA, L. D. Política Nacional de Atenção Básica 2017: retrocessos e riscos para o Sistema Único de Saúde. Saúde em Debate, Rio de Janeiro, v. 42, n. 116, p. 11-24, 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-11042018000100011&script=sci_abstract&tlng=pt. Disponível em: 12 mar. 2021.

MOROSIN, M. V. G. C.; FONSECA, A. F.; BAPTISTA, T. W. F. Previne Brasil, Agência de Desenvolvimento da Atenção Primária e Carteira de Serviços: radicalização da política de privatização da atenção básica? Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 36, n. 9, p. 1-20, 2020. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2020000903002. Acesso em: 12 mar. 2021.

OPAS BRASIL. OMS declara emergência de saúde pública de importância internacional por surto de novo coronavírus. Brasília, DF: OPAS Brasil, 2020. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=6100:oms-declara-emergencia-de-saude-publica-de-importancia-internacional-em-relacao-a-novo-coronavirus&Itemid=812. Acesso em: 12 mar. 2021.

PASSARINHO, N. Coronavírus: Chefes de UTIs ligam ‘kit Covid’ a maior risco de morte no Brasil. BBC News, [s. l.], 23 mar. 2021. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/brasil-56457562. Acesso em: 12 mar. 2021.

PRAZERES, L. MPF pede explicações ao Ministério da Saúde por aplicativo TrateCov que recomenda cloroquina. O Globo, [s. l.], 21 jan. 2021. Disponível em: https://oglobo.globo.com/sociedade/mpf-pede-explicacoes-ao-ministerio-da-saude-por-aplicativo-tratecov-que-recomenda-cloroquina-24849580#:~:text=BRAS%C3%8DLIA%20%E2%80%94%20O%20Minist%C3%A9rio%20P%C3%BAblico%20Federal,Covid%2D19%20como%20a%20cloroquina. Acesso em: 12 mar. 2021.

REDE BRASIL ATUAL. Brasil tem 15 mil profissionais desempregados após desmonte do Mais Médicos. [S. l.]: RBA, 2021. Disponível em: https://www.redebrasilatual.com.br/saude-e-ciencia/2021/02/medicos-desempregados-bolsonaro-mais-medicos/. Acesso em: 12 mar. 2021.

SERELLE, M. Fake news e negacionismo em tempos de pandemia. [S. l.]: Centro de Crítica da Mídia, 2020. Disponível em: https://blogfca.pucminas.br/ccm/fake-news-e-negacionismo-em-tempos-de-pandemia-entrevista-com-ivan-paganotti/. Acesso em: 12 mar. 2021.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Nota Técnica da Congregação da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo. São Paulo: USP; 2021. Disponível em: http://www.fsp.usp.br/site/wp-content/uploads/2021/03/Nota-FSP-27-03-2021-1.pdf. Acesso em: 12 mar. 2021.

VANNUCHI, C. A pandemia de Covid-19 segundo Bolsonaro: da "gripezinha" ao "e daí?". Notícias UOL, [s. l.], 30 abr. 2020. Disponível em: https://noticias.uol.com.br/colunas/camilo-vannuchi/2020/04/30/a-pandemia-de-covid-19-segundo-bolsonaro-da-gripezinha-ao-e-dai.htm. Acesso em: 12 mar. 2021.

WEILLER, J. A. B. O desmonte do SUS em tempos de Bolsonaro. Rio de Janeiro: Centro Brasileiro de Estudos de Saúde; 2019. Disponível em: http://cebes.org.br/2019/12/o-desmonte-do-sus-em-tempos-de-bolsonaro/. Acesso em: 12 mar. 2021.

Downloads

Publicado

2021-07-09

Como Citar

MORAES, D. R. de .; MONTENEGRO DE LIMA, C. R. Atenção básica e tratamento precoce contra a Covid-19: entre o charlatanismo engajado e as evidências científicas e boas práticas terapêuticas . Asklepion: Informação em Saúde, Rio de Janeiro, RJ, v. 1, n. 1, p. 50–63, 2021. Disponível em: https://asklepionrevista.info/asklepion/article/view/6. Acesso em: 8 dez. 2022.

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.