A Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID-11)

características, inovações e desafios para implementação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21728/asklepion.2021v1n1.p104-118

Palavras-chave:

Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde, Classificação, Saúde

Resumo

Desde seus primórdios, a Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID) foi revisada e publicada com alguma periodicidade para refletir os avanços da saúde, da ciência e da sociedade. O objetivo deste texto é apresentar as características da CID, as principais inovações da CID-11, bem como apresentar os desafios para sua implementação. Para tanto, desenvolveu-se um estudo descritivo a partir dos documentos oficiais e ferramentas tecnológicas de referência para o entendimento da CID e suas diferentes versões. Em linhas gerais, a CID-11 incluiu seis novos capítulos, reformulou seu código alfanumérico, instituiu a pós-coordenação, estabeleceu a possibilidade de uma condição ser visualizada em mais de uma classe.  Para que a CID-11 possa ser adotada no Brasil, são necessários investimentos para sua tradução, disponibilização de infraestrutura de tecnologia da informação, formação de recursos humanos para o uso da CID-11 e para o incremento de suas competências informacionais e tecnológicas, pesquisas terminológicas e disseminação da CID-11, como já realizado em outros países.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cristiane Barbosa Galvão, Universidade de São Paulo

Professora Doutora na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo.

Ivan Luiz Marques Ricarte, Universidade Estadual de Campinas

Professor Titular na Faculdade de Tecnologia da Universidade Estadual de Campinas.

Referências

BACK, Jhonatan Costa; SILVA, Laura Mendes da; PRADO, Layenne; CYRINO, Luiz Arthur Rangel. Despatologização da homossexualidade e transexualidade: revisão integrativa. Revista Família, Ciclos da Vida e Saúde no Contexto Social, Uberaba, v. 7, n. 3, p.378-389, Jul. 2019. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=497960141012. Acesso em 17 jun 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. CID 10. Brasília: DATASUS, 2021. Disponível em: http://datasus1.saude.gov.br/sistemas-e-aplicativos/cadastros-nacionais/cid-10. Acesso em 17 jun. 2021.

BRINK, Wim van den. ICD-11 gaming disorder: needed and just in time or dangerous and much too early? Journal of Behavioral Addictions, Budapest, v. 6, n. 3, p. 290-292, 2017. DOI 10.1556/2006.6.2017.040

FUNG, Kin Wah; XU, Julia; BODENREIDER, Olivier. The new International Classification of Diseases 11th edition: a comparative analysis with ICD-10 and ICD-10-CM. Journal of the American Medical Informatics Association, Oxford, UK, v. 27, n. 5, p. 738–746, May 2020. DOI 10.1093/jamia/ocaa030

GRASSI, Paulo R.; LAURENTI, Ruy. Implicações da introdução da 10ª revisão da Classificação Internacional de Doenças em análise de tendência da mortalidade por causas. Informe Epidemiológico do Sus, Brasília, v. 7, n. 3, p. 43-47, Set. 1998. DOI 10.5123/S0104-16731998000300005

LAURENTI, Ruy. Homossexualismo e a Classificação Internacional de Doenças. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 18, n. 5, p. 344-345, Out. 1984. DOI 10.1590/S0034-89101984000500002

MCILWAINE, Ian C. The Universal Decimal Classification: Some factors concerning its origins, development, and influence. Journal of the American Society for Information Science, New York, v. 48, n. 4, p. 331-339, 1997. DOI 10.1002/(SICI)1097-4571(199704)48:4%3C331::AID-ASI6%3E3.0.CO;2-X

MORIYAMA, I. M.; LOY, R. M.; ROBB-SMITH, A. H. T. History of the statistical classification of diseases and causes of death. Hyattsville, MD: National Center for Health Statistics, 2011. Disponível em: https://stacks.cdc.gov/view/cdc/5928. Acesso em 17 jun. 2021.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. ICD Revision Process: Beta Phase and Finalization. Genebra: WHO, 2013. Disponível em: https://www.who.int/classifications/icd/revision/icdrevisionprocess.pdf. Acesso em 17 jun. 2021.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. ICD-11 Implementation or transition guide. Genebra: OMS, 2019a. Disponível em: https://icd.who.int/docs/ICD-11%20Implementation%20or%20Transition%20Guide_v105.pdf. Acesso em 17 jun. 2021.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. ICD-11 Reference Guide. Genebra: OMS, 2019b. Disponível em inglês em: https://icd.who.int/icd11refguide/en/index.html. Acesso em 17 jun. 2021.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. ICD-11 Application Programming Interface (API). Genebra: OMS, 2021. Disponível em: https://icd.who.int/icdapi/. Acesso em 17 jun. 2021.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. ICD-10 / ICD-11 Mapping Tables. Genebra: OMS, 2021. Disponível em: https://icd.who.int/browse11/Downloads/Download?fileName=mapping.zip. Acesso em 17 jun. 2021.

ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DE SAÚDE. Plano de Trabalho Bianual 2020-2021 da OPAS/OMS no Brasil. Brasília: OPAS, 2020. Disponível em: https://iris.paho.org/handle/10665.2/52604. Acesso em 17 jun. 2021.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Collaborating Centre for the Family of International Classifications. Preparing the Region of the Americas for ICD-11: Roadmap of actions for ICD-11 transition and implementation. Newsletter, Bilthoven, Holanda, v. 17, n. 1, Apr. 2019. Disponível em https://whofic.nl/preparing-region-of-americas-for-icd-11. Acesso em 17 jun. 2021.

Downloads

Publicado

09-07-2021

Como Citar

GALVÃO, M. C. B.; RICARTE, I. L. M. A Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID-11): características, inovações e desafios para implementação. Asklepion: Informação em Saúde, Rio de Janeiro, RJ, v. 1, n. 1, p. 104–118, 2021. DOI: 10.21728/asklepion.2021v1n1.p104-118. Disponível em: https://asklepionrevista.info/asklepion/article/view/7. Acesso em: 13 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.