Sobre a Revista

A revista Asklepion: Informação em Saúde é uma publicação periódica semestral, vinculada ao grupo de pesquisa Informação em Saúde do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT. Este periódico tem como missão oferecer um espaço de debate e discussão da área da Informação em Saúde.

A origem deste grupo de pesquisa está vinculada ao esforço do IBICT, em 2011, em parceria com o Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde - ICICT da Fiocruz, para a realização do 1o Fórum Nacional de Informação em Saúde no Rio de Janeiro. Este esforço resultou na criação do GT 11 - Informação em Saúde da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Ciência da Informação - ANCIB.

Os parceiros IBICT e ICICT voltaram a se reunir para organizar um Fórum Nacional de Informação em Saúde, o segundo, em 2019, para resgatar e fortalecer o nosso compromisso com a área da Informação em Saúde.

A missão do grupo de pesquisa, criado em 2020, é trabalhar na promoção da saúde e do bem estar social. A revista contribui para cumprir esta missão, através da publicação de resultados e produtos de estudos e pesquisa da Informação em Ciência, Tecnologia e Inovação em saúde.

O objetivo da revista Asklepion: Informação em Saúde é facilitar a comunicação entre produtores e usuários de informação em ciência, tecnologia e inovação em saúde. O público alvo são pesquisadores, professores e estudantes da área de informação em ciência, tecnologia e inovação em saúde, bem como os profissionais, técnicos e usuários destas áreas.

A revista publicará regularmente artigos na área demarcada da sua ementa: Estudos e teorias da informação na área da saúde; Organização da conhecimento e gestão da informação em Saúde; Tecnologias de informação e comunicação em saúde; Telemedicina e telemática em saúde; Informação em organizações de saúde; Automação de processos e procedimentos médico hospitalares; Informação e inovação em saúde; Inteligência artificial e algoritmos em saúde; Aplicativos de celular em saúde; Informação, saúde e sociedade; Informação e políticas de saúde e Políticas de informação em saúde.

Os originais serão submetidos à aprovação de avaliadores externos, especialistas reconhecidos nos temas tratados. Os trabalhos serão enviados para avaliação sem a identificação de autoria, (registrada no sistema eletrônico de editoração da revista, o Open Journal Systems - OJS) para garantir o processo de avaliação cega pelos pares.

As contribuições serão originais e inéditas. Serão aceitos artigos nos idiomas português, inglês e espanhol. A revista oferece acesso livre e direto ao seu conteúdo, disponibilizando gratuitamente o conhecimento científico e proporcionando a democratização do conhecimento. A revista é publicada sob a licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 4.0 Internacional.

Nesta revista o trabalho publicado é considerado colaboração e, portanto, o autor não recebe qualquer remuneração para tal, bem como nada lhe será cobrado em troca para a publicação. Os textos publicados são de responsabilidade de seus autores e é permitida a reprodução total ou parcial dos textos da revista, desde que citada a fonte.

A pandemia de Covid-19, iniciada na China no final de 2019, evidencia a relevância da Informação em Saúde e atualiza a discussão das estratégias de uso da informação neste campo, agora caracterizada pela disseminação intensiva em tempo real na Internet.  A disseminação intensiva de informações traz consigo muitas questões críticas de sinceridade, veracidade e honestidade. A sinceridade diz respeito à dimensão subjetiva, a veracidade sobre a dimensão objetiva e a honestidade sobre a dimensão social.

As notícias sobre a pandemia da Covid-19 na Internet retomam a discussão sobre fraudes que são, de certo modo, uma versão da questão da "manipulação" nos meios de comunicação. A mudança do modo de comunicação de um para muitos para uma comunicação de muitos com muitos torna as questões mais complexas.

Na pandemia de coronavírus são muitas as tensões e conflitos sobre a objetividade. A pandemia de COVID-19 está nos mostrando a complexidade da relação entre informação científica e política pública, que está muito além de uma atualização do conflito entre opinião e verdade.

A Ciência da Informação enfrenta com racionalidade um grande conflito das sociedades contemporâneas: as controvérsias em torno da veracidade das informações que circulam com velocidade na Internet. A construção de entendimento para a elaboração e execução de políticas de saúde demanda que os sujeitos trabalhem com correção em relação à representação e interpretação de fatos e coisas no mundo da vida.

O IBICT tem protagonismo na rede brasileira de informações em Ciência, Tecnologia e Inovação. Na pandemia o seu grupo de pesquisa em Informação em Saúde desenvolveu o Observatório de Evidências Científicas na Covid-19 e a CoronaWiki sobre ações da saúde da familia e da comunidade. No meio de tantas controvérsias cabe às instituições de referência intervir na discussão pública, e oferecer o norte da veracidade.
 

Missão

Trabalhar na promoção da saúde e do bem estar social através da publicação de resultados e produtos de pesquisa da Informação em Ciência, Tecnologia e inovação em saúde.

 

Foco e escopo

Estudos e teorias da informação na área da saúde; Organização do conhecimento e gestão da informação em Saúde; Tecnologias de informação e comunicação em saúde.; Telemedicina e telemática em saúde; Informação em organizações de saúde; Automação de processos e procedimentos médico hospitalares; Informação e inovação em saúde; Inteligência artificial; Aplicativos de celular em saúde; Informação, saúde e sociedade; Informação e politicas de saúde; Políticas de informação em saúde.

 

Periodicidade

A revista Asklepion: Informação em Saúde recebe artigos em fluxo contínuo e realiza publicação Semestral nos meses de Janeiro e Julho de cada ano.