O uso da telessaúde e telemedicina à profissionais e para usuários como suporte assistencial e informacional

revisão integrativa

Autores

  • Zaqueu Jhônathas Santos da Silva Universidade Federal de Alagoas
  • Gabriel dos Santos Farias Universidade Federal de Alagoas
  • Gerson Vanderley de Almeida Silva Universidade Federal de Alagoas
  • Maurício de Oliveira Universidade Federal de Alagoas

Palavras-chave:

Telessaúde. Usuário de Saúde. Telemedicina.

Resumo

A  sociedade da informação da era pós-industrial e globalizada, é sem dúvida permeada pela difusão em massa das mais variadas informações nas diversas áreas do conhecimento, disponibilizadas nos mais diferentes suportes, em destaque, aquelas que estão inseridas na rede mundial de computadores, por meio de buscadores que indexam as informações com robôs, ou bancos de dados, repositorios digitais e ou portais com informações específicas e tratadas. A partir dessa necessidade de sistematização, a saúde precisou se organizar e adentrar utilizando-se de formas mais modernas como meios virtuais e digitais. Objetivo: É realizar um levantamento bibliográfico sobre o uso da Telessaúde e Telemedicina como suporte assistencial e informacional aos profissionais e usuários, nos periódicos científicos dos segmentos da informação e comunicação no Brasil. Metodologia: O tipo de pesquisa escolhido foi à Revisão Integrativa, que proporciona envolver levantamento bibliográfico; análise de exemplos e assumir formas de pesquisa bibliográfica. Resultados e Discursões: Durante a pesquisa localizamos um total de 17 revistas da Área de Ciência da Informação, classificadas com conceito Qualis que variou de A1 até B5. Foi possível recuperar 65 artigos científicos divididos nos termos: Telessaúde; Telemedicina; e Usuário de Saúde. Com os resultados, buscou-se identificar qual a importância da telessaúde para os usuários de saúde do Brasil, e a interação entre profissionais e clientes, a partir de uma análise em artigos científicos voltados ao contexto informacional e de comunicação na saúde. Considerações finais: Podemos afirmar que o Brasil apresenta um viés relevante na área da Telessaúde, a partir do Sistema Único de Saúde - SUS, nesse contexto, o programa possibilita mapear e gerar dados e estatísticas voltados a usuários da informação em saúde a nível nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSUMPÇÃO, Rafaela et al. O uso da telemedicina e telessaúde para os profissionais da área veterinária durante a pandemia: a importância de teleconsultas para animais de pequeno e médio porte. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 10, p. 77644-77653, 2020.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Carta dos direitos dos usuários da saúde: ilustrada. 2007. Disponível em: http://cidadao.saude.al.gov.br/wp-content/uploads/2016/07/carta-dos-direitos-do-Cidad%C3%A3o.pdf. Acesso em: 10 jul. 2022.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Presidência da República. Disponível em: http://www.pla-nalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/ Constituiçao.htm. Acesso em: 10 jul. 2022.

BORGES, A. A.; SUZUKAWA, A. A.; ZANLUCA, C.; SANTOS, C. N. D. dos. SARS-CoV-2: origem, estrutura, morfogênese e transmissão. In: BARRAL-NETTO, M.; BARRETO, M. L.; PINTO JUNIOR, E. P.; ARAGÃO, E. (org.). Construção de conhecimento no curso da pandemia de COVID-19: aspectos biomédicos, clínico-assistenciais, epidemiológicos e sociais. Salvador: Edufba, 2020. v. 1. DOI: https:// doi.org/10.9771/9786556300443.002.

CAPOBIANCO, Ligia. A revolução em curso: Internet, Sociedade da Informação e Cibercultura. Universidade de São Paulo. São Paulo, 2010.

COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR (CAPES). Plataforma sucupira. Disponível em: https://sucupira.-capes.gov.br/sucupira /public/lancamento/sobre.jsf. Acesso em: 5 jul. 2022.

FREITAS, Matheus. Você sabe o que são as novas Tecnologias da Comunicação e Informação?. UniFOA, 23 julho 2021. Disponível em: https://www.unifoa.edu.br-/voce-sabe-o-que-sao-as-novas-tecnologias-da-comunicacao-e-informacao. Acesso em: 5 jul. 2022.

MONTEIRO, Alexandra et al. A história do Telessaúde UERJ. A História da Telessaúde da Cidade para o Estado do Rio de Janeiro, p. 79.

NEVES, Bruna Borba; GOLDIM, José Roberto. Teleassistência em idosos: coerção, confiança e satisfação associadas à sua utilização. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 21, n. 4, p. 464-471, 2018.

SABBATINI, Renato ME. A Telemedicina no Brasil: Evolução e Perspectivas. 2012. Disponível em: http://www.sabbatini.com/renato/-papers/TelemedicinaBrasil.pdf.> Acesso em: 10 jul. 2022.

SAITO, Danielle Yuri Takauti et al. Usuário, cliente ou paciente? qual o termo mais utilizado pelos estudantes de enfermagem?. Texto & Contexto Enfermagem, v. 22, n. 1, p. 175-183, 2013.

SOUZA, Marcela Tavares de; SILVA, MICHELLY, Dias da; CARVALHO, Rachel de. Revisão integrativa: o que é e como fazer. Einstein, São Paulo, v. 8, n. 1, p. 102-106, 2010.

TEMOS mais dados do que nunca: Como usá-los a nosso favor? Revista Exame [online], São Paulo, 2021. Disponível em: https://exame.com/carreira/dados-uso-favor/. Acesso em 31 ago. 2022.

TAKAHASHI, Thays. A nova era das cirurgias à distância com robôs. 2022. Disponível em: https://saude.abril.com.br/coluna/com-a-palavra/a-nova-era-das-cirurgias-a-distancia-com-robos/. Acesso em: 31 ago. 2022.

WEN, Chao Lung. Telemedicina e telessaúde–um panorama no Brasil. Informática Pública, v. 10, n. 2, p. 7-15, 2008. Disponível em: http://www.ip.pbh.gov.br/ANO10_N2_PDF/-telemedicina_telesaude.pdf. Acesso em: 5 jul. 2022.

Publicado

2022-11-18

Como Citar

SILVA, Z. J. S. da; FARIAS, G. dos S.; SILVA, G. V. de A.; OLIVEIRA, M. de. O uso da telessaúde e telemedicina à profissionais e para usuários como suporte assistencial e informacional: revisão integrativa. Asklepion: Informação em Saúde, Rio de Janeiro, RJ, v. 2, p. 78–94, 2022. Disponível em: https://asklepionrevista.info/asklepion/article/view/58. Acesso em: 9 dez. 2022.

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.